Os fantasmas que inventei

O tormento psicológico causado por uma ex-namorada.

ciume1
Eu não me importo se os cabelos dela foram mais esvoaçantes ao vento quando caminhavam de mãos dadas. Se seus olhos eram claros, se sua inteligência o agradava, ou que ele jure de pé junto que eu é que sempre fui a melhor.
Não é dela que eu sempre senti ciúmes, insegurança. E sim do que ele sentiu por ela. Do que ela realmente significou em sua vida.

Logo me lembro daquele velho discurso que diz: “se aquela namorada fosse perfeita, estaria com ela e não com você”…

Mas será que é possível superar o ciúme?!

Tem dias que acho que sim, outros não.
É uma coisa da qual se tem que conviver e aceitar que outros nomes já o fizeram sorrir.

É claro que ele já teve outros amores, outros sonhos… Como você também já teve.
Então, para que repudiar o fato de que já existiu um sentimento bonito por outro alguém, se dentre todos esses amores bonitos foi o seu que ele escolheu ficar?!
Vocês escolheram esse amor!

É aí toda essa bobagem de odiar uma ex cai por água abaixo. Essa tal rivalidade nem sequer existe.
Ela se foi.
São apenas fantasmas que a sua imaginação insiste em criar muito piores do que são.

Aliás, são fantasmas para você, mas para ele são lembranças, boas ou não…
E a ‘danada’ continua por aí, feliz e ‘vivinha’ da silva (Silva não porque foi você que casou com ele).

Para que guardar dentro do guarda-roupa ou debaixo da cama um monstro que nem faz parte do seu presente?
Mande-o para lua se puder. Mas se não der, controle esse monstro chamado ciúme naquela TPM braba.

No fim, você percebe que o problema nunca foram as ex-namoradas. Sendo quem for. Esse ciúme bobo que muitas vezes acaba amargurando namoros e casamentos surge da besteira de nos comparar e julgar que somos melhores ou piores que alguém, quando na verdade a nossa personalidade é única. Com defeitos e qualidades, comuns ou não.

Até bate aquela invejinha ao saber que a guria é bonita, bem sucedida e simpática. Mas é nessas horas que você deve lembrar que provavelmente ela está casada ou namorando com alguém que também possui ex-namoradas, e nem que seja por um instante, ela também já se pegou pensando nisso. Ou seja, ela é uma reles mortal como todas nós! Não esse monstro invencível de sete cabeças.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s