Robin Williams 4ever!

robin-williams
Em agosto, perdemos um dos melhores atores do humor. Estranho pensar que um artista como Robin Williams tenha sofrido de depressão, não é?! Ele que sempre brilhou em papéis hilários e inesquecíveis… como pode? Cai naquela velha história do palhaço; quem faz ele feliz se é ele que traz felicidade para as pessoas?!
Infelizmente a depressão é um mal que para muitos pode parecer bobagem ou ‘coisa de quem não tem o que pensar’… Mas é uma doença como qualquer outra que deve ser tratada com cuidado.

Apesar de estar quase um mês atrasada sobre o assunto, não poderia deixar de lembrar todos aqueles filmes que fizeram parte da nossa infância e adolescência, histórias que ficarão marcadas em nossos corações por toda a vida, mas que sempre poderemos  rever quando aquela saudade apertar!

 

JUMANJI (1995)


Em 1869, dois garotos apavorados enterram um baú e, cem anos depois, o filho de um empresário descobre que dentro dele há um jogo chamado Jumanji. Quando começa a jogar com uma amiga, ele logo é penalizado a ficar na floresta até que alguém tire cinco ou oito. Como na jogada seguinte ela é atacada por morcegos, em virtude de seu posicionamento no tabuleiro, o jogo é interrompido e ele imediatamente fica preso dentro de Jumanji. Mas, vinte e seis anos depois, duas crianças começam a jogar e uma acaba libertando-o. Porém, a única forma de deixar tudo como antes é terminar a partida, mas para isto é preciso achar a participante da partida de 1969. Juntos eles enfrentam perigos, que surgem a cada jogada, e enquanto o jogo se desenrola a cidade se transforma em um caos, pois animais selvagens, plantas assassinas e até um caçador de pessoas saem do tabuleiro e vão permanecer enquanto o jogo não findar.

 

UMA BABÁ QUASE PERFEITA Mrs. Doubtfire (1993)


Daniel Hillard (Robin Williams) está passando por uma fase complicada, acaba de se separar de Miranda (Sally Field) e perdeu o seu emprego. Impedido pela ex-esposa de passar mais tempo com os filhos, ele tem uma idéia inusitada para recuperar a relação com as crianças. Daniel veste-se como uma senhora idosa escocesa e tenta conseguir o cargo de babá no seu antigo lar.

 

JACK (1996)


Fábula sobre garoto (Robin Williams) que sofre de rara doença, que o faz envelhecer quatro vezes mais rápido que o normal, transformando-o num menino em corpo de homem.

 

PATCH ADAMS – O AMOR É CONTAGIOSO (1998)


Em 1969, após tentar se suicidar, Hunter Adams (Robin Williams) voluntariamente se interna em um sanatório. Ao ajudar outros internos, descobre que deseja ser médico, para poder ajudar as pessoas. Deste modo, sai da instituição e entra na faculdade de medicina. Seus métodos poucos convencionais causam inicialmente espanto, mas aos poucos vai conquistando todos, com exceção do reitor, que quer arrumar um motivo para expulsá-lo, apesar dele ser o primeiro da turma.

 

O HOMEM BICENTENÁRIO – Bicentennial Man (1999)


Em 2005, uma família americana compra um novo utensílio doméstico: o robô chamado Andrew (Robin Williams), para realizar tarefas domésticas simples. Entretanto, aos poucos o robô vai aprensentando traços característicos do ser humano, como curiosidade, inteligência e personalidade própria. o início da saga de Andrew em busca de liberdade e de se tornar, na medida do possível, humano.

 

AMOR ALÉM DA VIDA – What Dreams May Come (1998), também é um filme que adoro e já mencionei aqui no blog, mas que vale a pena lembrar!

 

Sinopses: Adoro Cinema

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s