O fim

IMAG0709_1_2

Vai, pode ir.
Procurar sua felicidade em outro canto. Tentar achar em outra face o sorriso que você sabe onde é o único lugar que pode estar.
Dirija às pressas para o lado contrário, mesmo tendo a certeza de que eu não vou ficar para trás.
Finja que é forte e mais maduro que quem está escrevendo agora. Que você pode controlar seus sentimentos por ter mais experiência de vida e também não se deixa levar por qualquer impulso. Azar o seu ainda não ter entendido que eu nunca fui só um impulso.

De quantos sinais a mais você precisava para acreditar em mim?!
Ou tudo não passou de um mero engano?
Como uma vez ouvi dizer, que somos viciados em sensações que uma pessoa nos causa, como reações químicas, não no sentimento que temos por ela… Será esta a sua desculpa?
Pois te digo que se fosse só isso, existiriam remédios para corações feridos, amores perdidos e para a saudade. E hoje eu não estaria aqui para te lembrar que nem o tempo pode ser tão analgésico assim.

Vai, pode ir.
Tentar reescrever sua história sem citar o meu nome. Apagar tudo de bonito que já vivemos para não desapontar mais o coração. Só não se iluda pensando que não me olhar nos olhos novamente vai conseguir acabar com toda a dor do teu âmago, como se fosse simples assim.

Vai, pode ir…

(Laís Tamie)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s