Tourou Nagashi | Lanternas Navegantes

tourou_nagashi_larroh

Tourou Nagashi é um ritual religioso tradicional do Japão. Em sua tradução literal significa “lanternas navegantes”.

Trata-se de uma cerimônia budista realizada na época de finados, em homenagem às almas dos antepassados. No Japão, as datas podem variar de acordo com o local e finalidade, por exemplo, em Hiroshima acontece em meados de agosto e é dedicado às vitimas da bomba atômica.

tourou_nagashi_3_larroh

As lanternas contém uma vela e são soltas em um rio ou mar com o nome da família e quem a dedicou. Para os japoneses, a água é um símbolo de purificação.

No Brasil, o ritual teve início na cidade de Registo/SP, em 1955. (Leia a história completa aqui)

tourou_nagashi_2_larroh

Primeiramente é rezado uma missa (em japonês) por um obosan (padre budista), onde todos os nomes são falados. Após a missa todos se dirigem ao local de soltura das lanternas.

Confira nosso vídeo do 35º Tourou Nagashi, realizada pela Acecar – Associação Cultural e Esportiva de Carlópolis, no dia 29 de outubro de 2016.

Ps* um dia após a cerimônia, todos os “barquinhos” feitos de madeira e papel são recolhidos.

Fontes:
Alternativa
Turismo Carlópolis

 

 

Anúncios

Papai Noel Japonês!

“- Mãe, por que nosso papai-noel é japonês?!”

papai noel2

E agora José? Kkkkkkkkk

Vai, explica!

Já deviam saber que uma criança de 5 anos já sabe a diferença pelos “olhos”, não é?!
Principalmente se ela for aquela sua prima mais nova espertinha que ninguém consegue tapear! HAHAHA

“- E ele parece com o meu tio Oscar!”

Pais com descendências diferentes do Papai Noel, mentem mais para os filhos!!

HO HO HO!

FELIZ NATAL A TODOS!!! 😀

Amizade sem distinção!

Dá pra acredita em um companheirismo assim?!

mk12O perfil Makicocomo conquistou mais de 10 mil seguidores pela fofura e cumplicidade entre um gatinho e uma garotinha japonesa! Eles são fotografados juntos desde os primeiros meses de vida da criança.
mk23_mk1_mk6_mk8_mk15_mk3_mk5_ mk18_
‘Toco’ é o gatinho mais fofo do Japão!

Dá pra perder bastante tempo vendo essas duas delicinhas!!! ^___^

😉

Hayao Miyazaki

Ele é criador de várias animações infantis japonesas. Os mais famosos são o “Tonari no Totoro” (Meu vizinho Totoro, ao traduzir), e A Viagem de Chihiro. No entanto existem vários outros filmes dele, que seguem sempre a mesma linha desses que citei. Neles sempre existe a personagem principal curiosa e independente, que acaba se metendo em alguma aventura fantasiosa. Apesar disso vale muito a pena assisti-los porque mesmo eles sendo infantis, sempre tem uma “moral da história” para refletirmos 🙂

Alguns filmes dele:
(Vários mais “recentes” foram criados com uma parceria com a Disney, como da pra notar nos trailers. Ah, e tem uns que estão em inglês porque não encontrei legendado em portugues! xD)

Tonari no Totoro

A Viagem de Chihiro

Ponyo

Castelo no céu

Princesa Mononoke

Porco Rosso

O Castelo Animado

1 Litro de Lágrimas

Uma coisa que gosto de fazer é assistir doramas.Eles são uma espécie de seriado que passam em paises asiáticos como o Japão, a Coréia, Tailândia… E tem um que queria muito falar sobre, porque gosto muuito, ja assisti varias vezes, mesmo ele sendo extenso ! rs
É o 1 litro de lágrimas, e quem gosta de doramas provavelmente já assistiu. Ele conta a história de uma menina que ficou com uma doença degenerativa, e que aos poucos vai perdendo todos os movimentos. Ele é uma adaptação do diario escrito pela Aya Kitō, que sofreu com a doença dos 15 aos 25 anos.

No dorama, eles complementam um pouco a história, colocando um par romântico para Aya, ajudando também para a história ficar mais alegre e dramática ao mesmo tempo. Apesar de você correr o risco de ficar com o olho inchado ao assisti-lo, vale a pena, se você gosta de historias bonitas, de superação e que também mostra muito da cultura japonesa.
Soube também que fizeram o manga dessa historia, mas como não li, não posso dizer como ficou…

1lit

Memórias de uma Gueixa

Não me canso de assistir “Memórias de uma Gueixa”! (Seria uma se morasse no Japão! xD)
Baseado em um livro que foi escrito através de uma entrevista com uma gueixa de verdade, este filme retrata bem seu verdadeiro papel, que com o passar do tempo foi deturpado e vista apenas como prostituta.
A tradução literal de Gueixa é “artista”!
Memoirs_of_a_Geisha

SINOPSE
O filme começa nos anos que antecedem à Segunda Guerra Mundial, quando uma criança japonesa chamada Chiyo é vendida pelo seu pai, pescador de uma vila de pescadores, para uma casa de gueixas. Ela ficaria destinada durante os primeiros anos às tarefas domésticas, conforme ditava a tradição. Cresce na dúvida e na esperança de encontrar a família, sem compreender o sentido da vida que agora levava, até que, por obra do destino, conhece acidentalmente um dos homens mais poderosos do Japão, por quem se apaixona imediatamente e, para lhe conseguir chegar, reconsidera o rumo da sua vida para se tornar uma gueixa de sucesso. Chiyo, que passaria a ser conhecida por Sayuri — o seu nome de gueixa — recebe a sua formação de uma das mais conceituadas gueixas do Japão, Mameha, rival de uma outra que vive na sua casa (okyia) e que, desde a sua chegada, lhe tem dificultado a vida.

 

O Último Casamento!

post_ultimo_casamento_bloglarroh1
Já fazia tempo que não ia em casamentos! Quase dois anos pra falar a verdade…rs
Mas a diferença entre ir a um casamento de parentes de seus pais e em um de alguém de sua “própria casa” é justamente essa! É seu irmão que está casando! Aquele que ficou a vida inteira aprontando e levando broncas junto com você! E que mesmo sendo mais velho, continua sendo aquela mesma criança que falava pra sua mãe “Não fui eu, foi elaaa!”

noivinhos_bolo_bloglarroh
Fazia tempo também que não ia a uma festa totalmente oriental – Branco e Vermelho! Hahahaha…
Com direito a muiiito “gotissô” gostoso: sushi, inarizushi, harusame, outras coisas que não sei o nome (kkkk), além de salgadinhos e doces deliciosos!!!

post_ultimo_casamento_sushi_bloglarroh
Eu costumava me irritar com alguns coleguinhas de escola que viviam implicando com tudo o que se fazia de diferente! Não bastasse o fato de eu ser sempre a única nipônica da minha turma!
Mas com o passar do tempo, você ‘supera’ (ou não! kkkk) essas coisas de crianças bobas que não entendem nada!

post_ultimo_casamento_bloglarroh2
Apesar de hoje estar mais comum ter esses tipos de comida (sushi principalmente), ainda acho super diferente e gostoso como são feitas essas festas…
Assim como descendentes de italianos, portugueses, cada um tem um jeito característico de fazer as coisas né?! rs

Hoje, que entendo muito mais sobre a minha cultura, a cultura que herdei da minha família, me orgulho por fazer parte dela! Não só pela comida (mas isso conta pelo menos uns 50%… kkkk gorda!), mas pelos costumes mesmo, pelo respeito que uns tem com os outros, pela religiosidade…

post_ultimo_casamento_bloglarroh6

BANZAIIIII!!!!!
😉